Ensaios controlados randomicamente provaram recentemente a eficácia do antagonista do receptor da interleucina (IL) -6,Tocilizumabe, na Arterite de Células Gigantes. Contudo, o mecanismo de ação do bloqueio da IL-6 nesta doença é desconhecido. Além disso, o papel das células T reguladoras (Treg) na patogênese da Arterite de Células Gigantes permanece pouco estudado. Dada a plasticidade das Tregs e a importância da IL-6 em sua biologia, foi imaginado que o Tocelizumabe poderia modular a resposta Treg nesta patologia.

O estudo classificou 41 pacientes com Arterite de Células Gigantes em três grupos: doença em atividade (n = 11), remissão da doença com monoterapia de corticosteróides (n = 19) e remissão da doença com Tocelizumabe (n = 11). Um grupo de 10 pacientes saudáveis ​​foram incluídos como controle.

Em comparação com o grupo controle, as Tregs derivadas da Arterite de Células Gigantes demonstraram capacidade supressora prejudicada. O tratamento com Tocelizumabe, em contraste com a terapia com corticosteróides, corrigiu as anormalidades de Treg observadas no grupo com doença em atividade.

A conclusão final foi que o Tocelizumabe pode exercer seus efeitos terapêuticos na Arterite de Células Gigantes, aumentando a proliferação e ativação de Tregs e revertendo o fenótipo Treg patogênico visto durante a doença ativa.

Os autores reconhecem a limitação do estudo por conta da pequena amostra e sugerem trabalhos maiores para aumentar o nosso conhecimento sobre o efeito benéfico do bloqueio da IL-6 nesta patologia.

 

Autor: Carlos Capistranocarlos-capistrano

 

Biblografia:

– An expanded population of pathogenic regulatory T cells in giant cell arteritis is abrogated by IL-6 blockade therapy, PDF