Caríssimos, nesse nosso segundo encontro, faremos um retorno ao surgimento das maratonas.

 

A Maratona é a prova com maior tradição no atletismo, está presente desde o início das Olimpíadas Modernas, sendo a modalidade que encerra a competição.

Assim, por sua importância, escolhi mostrar o seu surgimento de forma bem simples, a fim de convencê-los quem sabe, a dar os primeiros passos, as primeiras caminhadas, até chegarmos aos 5km, 10km, 16km, 21km e finalmente aos tão desejados 42,195km.

Correr uma maratona é correr, nada mais nada menos que, 42,195km, no entanto em certa época não acontecera dessa forma.

A maratona é uma lenda grega, segundo a lenda, no ano de 490 antes de Cristo quando os soldados atenienses partiram para a planície de Marathon para combater os persas na Primeira Guerra Médica¹, suas mulheres ficaram ansiosas pelo resultado, porque os inimigos haviam jurado que, depois da batalha, marchariam sobre Atenas, violariam as mulheres e sacrificariam seus filhos.

Quando souberam desse propósito, os soldados gregos instruíram suas esposas que se não recebessem notícia de sua vitória em 24 horas, matassem seus filhos e cometessem suicídio.

No entanto, mesmo sendo os gregos os vencedores, a batalha durou mais tempo que o previsto, preocupados com que suas instruções fossem cumpridas desttacaram um soldado de Atenas de nome de  Fidípides, que após vencer os Persas na batalha de Marathon, teve que correr 40 km para avisar seu povoado sobre a vitória.

Essa distância foi percorrida tão rapidamente, que ao chegar o bravo guerreiro apenas conseguiu dizer: “VENCEMOS”, caindo morto por tal esforço.

Assim diz a lenda adotada pelo Comitê Olímpico Internacional e no ano de 1896, em homenagem ao herói grego, os organizadores dos primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna decidiram criar a prova, que, a princípio, possuía cerca de 40 km.

No entanto, houve uma mudança para os atuais 42,195km em 1908, nos jogos de Londres, para que a família real britânica pudesse acompanhar o início da prova do jardim do Palácio de Windsor.

Urge ressaltar que a maratona na modalidade feminina só foi introduzida nos Jogos de Los Angeles em 1984.

 

As mais antigas e tradicionais maratonas do mundo são as de Boston (desde1897), Nova York, Chicago, Berlin e Londres.

No Brasil, somente em 1979, a corredora Eleonora Mendonça após ver o sucesso das corridas de rua que organizava no Rio de Janeiro, de forma corajosa organizou a primeira Maratona Internacional do Rio de Janeiro, com largada no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste da cidade e chegada ao Aterro do Flamengo, na zona sul, com apenas 120 participantes completando a prova.

Hoje, o número de maratonas pelo Brasil e números de corridas de rua são imensuráveis, possibilitando que os atletas profissionais e amadores possam escolher seu percurso preferido.

E vocês colegas?

Já decidiram quando começar?

Lembrem-se de que a ordem do dia ainda é MEXAM-SE…

1 – Calma, colegas, os médicos não corriam naquela época, o nome Guerra Médica diz respeito às batalhas realizadas entre os gregos, os medas e os persas.

Dicas de corridas

Provas de circuito de rua no Rio de Janeiro:

05/02/2017 – CIRCUITO DO SOL (5KM/10KM, Aterro do Flamengo)

Para saber mais sobre o circuito:

Clique aqui

 

Autora: Dra. Sandra Martins