Muitas vezes nos deparamos com pacientes com lúpus que relatam que o seu diagnóstico demorou muito para ser feito. Isso pode acontecer porque o lúpus é uma doença que pode envolver muitos órgãos e sistemas de forma variável, e nem todos os sintomas podem aparecer ao mesmo tempo.

Apesar de as manifestações clínicas mais clássicas, quando presentes, indicarem rapidamente o caminho certo para o diagnóstico, às vezes a doença pode inicialmente apresentar sintomas pouco específicos, como febre, fadiga, emagrecimento e aumento de gânglios, por exemplo, fazendo os médicos pesquisarem outras causas antes de chegar a uma conclusão.

O acompanhamento com o reumatologista é fundamental nesse processo de investigação, para agilizar o diagnóstico e iniciar o tratamento correto.

 

Autora: Dra. Ingrid Bandeira Moss

Reumatologista da SRRJ